Defesa de Dinaldo Wanderley recorrerá contra decisão federal que condenou o ex-prefeito a prisão

Resultado de imagem para dinaldo wanderley tristeA defesa de Dinaldo Wanderley (PSDB) ex-prefeito e pai do atual prefeito de Patos Dinaldinho (PSDB), irá recorrer de sentença publicada, nesta segunda-feira (10),  pela 14ª Vara  Federal, em Patos,  contra o ex-gestor. Dinaldo foi condenado por irregularidades em convênio com a Fundação Nacional de Saúde (FUNSASA) para a construção de casas de alvenaria em substituição a imóveis de taipa destinadas ao programa de erradicação a doença de chagas  no município.

Dinaldo Wanderley é acusado de desvio de recursos em favor da empresa AGL Construções Ltda durante a execução de um convênio com a Funasa no ano de 2002, para reconstrução de casas populares dentro do Programa para Erradicação da Doença de Chaga
Os advogados Johnson Abrantes, Edward Johnson, Marcílio Batista e Bruno Lopes, que patrocinam a defesa de Dinaldo  Wanderley,  já estão preparando o recurso de apelação.
Os advogados  sustentam que o douto juízo considerou, para a condenação, apenas as prestações de contas parciais e, por sua vez, desconsiderou, por completo, a prestação de contas final, essa sim devidamente aprovada  pelo próprio órgão concedente (FUNASA) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU).
Ainda de acordo com a defesa do prefeito, ao  analisar a referida prestação de contas final do convênio, tanto a Fundação Nacional de Saúde quanto o Tribunal de Contas da União,  mencionaram a legalidade dos atos praticados pelo ex-gestor na construção das casas e aprovaram as contas apresentadas.
“Afastando a ocorrência de qualquer dano ao erário ou de dolo em sua conduta.  Não merece guarida a referida sentença tendo em vista a inexistência de qualquer ilícito penal”, alegou Johnson Abrantes.
MaisPB
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário