STTrans implanta sinalização no centro de Patos que acaba gerando caos no trânsito

Um fato curioso ocorrido no trânsito da zona central de Patos comprova que o curso de capacitação para agentes viários da STTrans é que custou mais de R$ 16 mil parece não ter surtido efeito. É que a engenharia de trânsito do órgão tem realizado uma verdadeira desorganização na sinalização da cidade e ninguém sabe mais se o trânsito ou sinalização deve ser respeitado.

A rua José Genuíno, no centro da cidade, por exemplo, recebeu uma sinalização asfáltica conhecida como “marcas de canalização”, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, que tem por finalidade orientar os fluxos de tráfego em uma via, direcionando a circulação de veículos e regulamentando as áreas de pavimento não utilizáveis.

No entanto, o que chama a atenção é o que diz o artigo 193 do CTB sobre esse tipo se sinalização: “Transitar com o veículo em calçadas, passeios, passarelas, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos: Infração - gravíssima; Penalidade - multa 293 (três vezes)= R$ 880”. Portanto, um indivíduo empurrando um veículo automotor, ainda que desmontado, equipara-se a condutor e, portanto, está sujeito ao cometimento da presente infração.

Agora, a seguinte indagação está na boca do povo em toda a cidade de Patos: na rua José Genuíno, fica proibida a circulação de veículos ou houve um equívoco por parte da engenharia da STTrans na implantação da sinalização de canalização?
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário