Sales Júnior fala na Sessão da Câmara sobre denúncia do MPE. “Se errei, faço questão de pagar”. Veja o vídeo

Resultado de imagem para sales junior
O vereador Sales Júnior (PRB), se pronunciou sobre matéria do Patosonline.com publicada na tarde desta quinta-feira, 28 de novembro, informando que O Ministério Público Estadual (MPE), através da Dra. Mariana Neves Pedrosa Bezerra, da 4ª Promotoria de Justiça de Patos, ajuizou ação civil de improbidade administrativa contra o vereador Sales Júnior (PRB), contra Jadson Gablo da Silva e a sua esposa Nahara de Medeiros Cabral. A ação número 0807558-58.2019.8.15.0251 se deu por prováveis fraudes em licitação e contratação irregular.

O caso se deu quando Sales Júnior era presidente da Câmara Municipal de Patos e, de acordo com o MPE, teria contratado de forma fraudulenta a empresa pertencente a Nahara de Medeiros Cabral para prestar serviços de assessoria em licitação para a própria Câmara. Jadson Gablo era assessor direto de Sales Júnior e a contratação da empresa de sua esposa teria ocorrido através de fraudes e manobras que privilegiaram a transação que desrespeitou leis vigentes.
Sales Júnior divulgou uma Nota com a imprensa, e depois da Sessão falou com a imprensa local sobre o assunto.
Veja a Nota do vereador, escute a entrevista, e acompanhe o vídeo da fala do vereador se referindo a esse assunto na Câmara Municipal de Patos.
Nota:
Nota de esclarecimento
O vereador Sales Júnior (PRB) vem a público apresentar esclarecimentos relacionados à matéria veiculada na imprensa local a respeito de possível ação civil de improbidade administrativa contra si.
É necessário informar que o vereador tão logo tomou conhecimento da ação por meio dos portais da cidade e sites, preocupou-se em esclarecer que esse processo refere-se ao tempo em que esteve à frente da presidência da Câmara Municipal de Patos, e que é necessário informar aos patoenses que os dois anos em que esteve presidente da Casa Legislativa, Sales Júnior obteve aprovação, por unanimidade, das contas, pelo Tribunal de Contas da Paraíba. Que essa denúncia foi formulada há mais ou menos seis meses citando o seu nome e que foi direcionada ao Ministério Público da Paraíba. O MPPB, por sua vez, averiguou os fatos e entendeu que, de acordo com a denúncia e a defesa apresentada ao MPPB, poderia existir um possível ato de improbidade administrativa. Foi aberta uma ação judicial e inquérito para ser dada sequência a apuração da denúncia que foi encaminhada a 4ª Vara.
Sales Júnior esclarece que já foi notificado e irá protocolar a defesa juntamente com documentações e informações necessárias para comprovar que não houve nenhum dolo e nem dano ao erário público. Frisamos que as duas contas, enquanto presidente da Câmara Municipal de Patos, foram aprovadas, por unanimidade. O vereador deixa claro que está tranquilo e que é o mais interessado em que essa ação seja finalizada para que possa mostrar para a cidade de Patos sua total isenção.
Ouça a entrevista:
Veja o vídeo:
Patosonline.com
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário