Em Patos, polícia é acionada durante protesto de estudantes contra cortes no orçamento e a greve na UEPB

Os estudantes da Universidade Estadual da Paraíba, Campus VII, em Patos (UEPB/Patos), decidiram realizar uma assembleia nesta segunda-feira, dia 10, para se posicionar sobre os cortes orçamentários da instituição que foram feitos pelo Governo do Estado da Paraíba e acatados pelo Reitor Rangel Júnior.


Os cortes chegam aos 20 Milhões de Reais e comprometem o funcionamento da UEPB em todo o Estado da Paraíba. A contenção de investimentos está afetando diversos setores da universidade, entre estes o custeio de pesquisas, bolsistas, alimentaçãobolsistas, alimentação, laboratórios,extensão, estrutura, além de provocar demissão de funcionários. Os estudantes denunciam o descaso e pedem que o governo reveja os cortes.

Protesto de universitário da UEPB/Patos
 Após breve análise dos pontos apresentados pelos próprios estudantes universitários, inclusive sobre a deflagraram de greve pelos professores da UEPB, os presentes decidiram não apoiar a greve sem que se tenha uma mobilização da sociedade sobre os problemas na instituição de ensino superior do Estado da Paraíba. 


Os estudantes decidiram no término da assembleia realizar um ato público nas imediações da própria UEPB.


Portando cartazes e utilizando apitos, os universitários, mesmo em número reduzido, decidiram interditar momentaneamente a via de acesso da Rua Pedro Firmino. Houve xingamento de condutores e também apoio de outros, mas a polícia militar decidiu negociar a liberação da via para evitar maiores transtornos.

Os estudantes concordaram com as guarnições e alguns minutos após o início do protesto este teve fim. Os estudantes querem mobilizar os demais turnos e exigem lutas dos professores e de toda a comunidade universitária contra os cortes que podem levar a um colapso na UEPB.


Jozivan Antero 
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário