Cavalo morre em curral da Prefeitura de Patos; Policial rodoviário explica o caso

A respeito da denuncia de um animal que foi encontrado, neste domingo, 21, agonizando no curral da Prefeitura de Patos, feita pelo Vereador Goia (PV), o patrulheiro da PRF Bonfim, responsável pelo caminhão boiadeiro, esclareceu que o cavalo foi apreendido na rodovia federal de Pombal e trazido no caminhão boiadeiro da PRF, uma vez que estava debilitado. 
“Esse animal estava perambulando sobre a rodovia federal e já estava bem debilitado. Estava muito magro e quase não consegue subir no caminhão, já estava em condições péssimas
de saúde, muito magro. É um animal que alguém já havia o abandonado no perímetro urbano nas proximidades da cidade de Pombal e, então, a PRF fez esse trabalho de recolhimento
juntamente com a Prefeitura”, explicou.
O patrulheiro enfatizou que a população deve contribuir com a vida daquelas pessoas que circulam nas rodovias, não soltando animais nas vias e, sempre que localizar um animal
perambulando nos trechos rodoviários, deve ligar para a PRF, 191.
Esse trabalho é realizado em parceira da Prefeitura de Patos com a Polícia Rodoviária Federal, uma vez que a PRF fornece o veículo, o laçador e motorista, que no caso é também laçador. Por parte da Prefeitura, é fornecida estrutura, laçador, alimentação, vigia.
Bonfim fez questão de esclarecer que sem a parceria com a Prefeitura de Patos esse trabalho de recolhimento de animais nas vias federais era impossível, pois, a PRF não possui um espaço para abrigar os animais. Ele chamou atenção dos proprietários de animais que não os soltem, pois, pode ceifar vidas nas estradas. Ele ainda revelou que de janeiro até o dia de hoje, 22 de julho, foram recolhidos mais de 400 animais soltos nas rodovias federais que cortam Patos.

Coordecom
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário