MPF defende bloqueio de bens de Fábio Tyrone em processo por fraude em licitação

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu parecer contrário ao pedido de suspensão do decreto de indisponibilidade das contas bancários e ativos financeiros do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, e de mais doze pessoas e seis empresas investigadas por fraude licitatória. Bloqueios determinados pela Justiça podem chegar até o limite de R$ 322.517,21.
Contratações irregulares teriam ocorrido durante a realização dos festejos juninos em Sousa no ano de 2010, baseando-se na locação de banheiros químicos e tendas. No processo são investigados danos ao erário, enriquecimento ilícito e violação aos princípios administrativos.
A decisão foi proferida pelo procurador regional da República Francisco Chaves dos Anjos Neto no mês de junho.

Fonte83
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário