Relator da MP do FGTS, Hugo Motta propõe ampliar saque para quem ganha até um mínimo

O relator da medida provisória (MP) 889, que autoriza o saque das contas do FGTS , deputado Hugo Motta (PRB-PB), pretende ampliar a retirada para todos os trabalhadores que ganham até um salário mínimo, sem limite de valor. A proposta enviada pelo Executivo fixa limite de R$ 500 por conta.
Um dos argumentos do relator é que 84,4% das contas vinculadas do FGTS têm até um salário mínimo, com saldo médio de R$ 101,35. Ele argumenta que a medida não terá impacto significativo nas contas do Fundo e beneficiará a população que mais necessita dos recursos. Muitos trabalhadores têm mais de uma conta, pois sofrem com alta rotatividade.
Motta disse que apresentará o relatório no dia 2 de outubro na comissão do Congresso que analisa a matéria. A previsão é que o parecer seja votado no dia seguinte. Durante este mês serão realizadas três audiências públicas para discutir a proposta.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário